18/08/2008

Punk Rock? Rockabilly? Punkabilly? The Nips!


Shane McGowan é muito conhecido por liderar o The Pogues e por sua acentuada tendência ao alcoolismo. Mas antes foi um punk bastante ativo no boom da cena londrina em 76-77, quando montou, juntamente com a baixista Shanne "Skratch" Bradley, o Nipple Erectors. Completavam a primeira formação o guitarrista Roger Towndrow e o baterista Arcane Vendetta. Essse quarteto realizou vários shows e gravou o primeiro single com as faixas King of the bop e Nervous Wreck. A primeira é um rockabilly, estilo que começava a ser resgatado por algumas bandas punks e a segunda, mais pesada e mais caracteristicamente "punk". Na mesma sessão eles gravaram outras duas músicas (Stavordale Road N5 e So pissed off) que seriam lançadas apenas em 87, em uma coletânea, quando a banda já não mais existia. Recentemente Shane revelou que todos estavam totalmente bêbados e drogados nas sessões: "Shanne was in a coma".
Pouco tempo depois do lançamento da pequena bolacha eles mudaram o nome para The Nips.
O segundo compacto - para mim, o melhor - saiu em 78, com as faixas All the Time In The World e Private Eye. A primeira é um verdadeiro clássico, uma daquelas composições de rara felicidade, original, tocada com rapidez e fluidez. A essa altura o grupo experimentava uma certa popularidade, mas a formação passou a ter mudanças constantes (em pouco mais de dois anos foram dez bateristas e quatro guitarristas!).
Os dois discos foram produzidos e lançados pela Soho Records e Shanne não ficou contente com o resultado. Queria um som mais rústico, menos produzido(!). Procurou a Chiswick, na época uma das independentes mais respeitadas e, em 79, saiu o terceiro single com Gabrielle e Vengeance. Shanne, mais uma vez, ficou descontente, principalmente por Gabrielle, música que chegou a tocar nas rádios e soava mais pop que os discos anteriores. Na verdade, os produtores e o restante da banda esperavam que essa música se tornasse um hit, o que não ocorreu. Logo a Chiswick também foi descartada. O quarto e último single de estúdio saiu em 80, pela TestPressing Records, com produção de Paul Weller, do The Jam, e as faixas Happy Song e I Don't want nobody to love. No entanto, antes de haver qualquer repercussão a banda acabou. No mesmo ano saiu Only the end of the Begining, LP gravado ao vivo. Em 87, a Big Beat Records lançou o LP Bops babes booze and bovver com os quatro compactos e algumas músicas de Only The end...
O som do Nips confunde um pouco, pois não é exatamente um rockabilly e, por não ter guitarras distorcidas no talo, muitos não o considerariam punk. Ou seja não é nem uma coisa nem outra e é as duas ao mesmo tempo. Particularmente penso que pela atitude são autênticos punks.

Nip-facts
  • Shane era um freqüentador assíduo da King's Road, ponto de encontro dos punks e mods londrinos, fato que gerou muitas brigas - a violência na região foi tema de várias reportagens do The Times, um dos mais conceituados jornais ingleses. Em 76, apareceu numa capa do Sounds, tablóide especializado em música, ilustrando uma matéria com o título "The face of 76".
  • Antes do Nipple Erectors, Shane teve seus 15 minutos de fama por ter perdido o lóbulo de uma de suas orelhas durante um show do Clash, após uma mordida (Mike Tyson não foi o primeiro!). O fato acabou publicado pelo Sounds (veja a imagem no final do post). Na verdade, ele sangrou, mas houve um certo exagero, pois nas fotos da banda percebe-se que a avantajada orelha continua inteira.
  • Shane também participou da edição de um fanzine, em 77, chamado Bondage.
  • Em 84, a baixista Shanne Bradley ganharia fama como integrante do conceituado The Men They Couldn't Hang, que, a exemplo do Pogues, mistura elementos de folk music irlandesa com rock, mas com letras e atitudes mais politizadas. Ela saiu da banda em 85 para tocar com o tresloucado experimentalista Wreckless Eric e foi substituída pelo ex-UK Subs Ricky McGuire.
  • Em maio deste ano, o Nips fez um show de reunião no 100 Club, junto com Johnny Moped,outra peça rara da cena londrina de 77. Todos velhos, talvez, como eu!
Baixe a coletânea de singles Bops, Babes, Booze and Bovver

5 comentários:

  1. blog muito bom

    adicionando ele na minha lista de favoritos no meu blog...

    se puder visitar o meu e dar sua opnião, posto principalmente punk das antigas tb

    valeu,
    isksp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito bom teu blog... Já adicionei na lista.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9/10/2008

    anota o meu blog aí tb então (está desatualizadíssimo, ando sem saco e sem tempo para escrever). Ao contrário do seu, que conta a história da bandas, histórias preciosas por sinal, eu dou uma pirada no cabeção...

    http://thehairyhands.blogspot.com/

    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  4. Cara, teu blog é muito bom tbém, não deixa de postar não...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo9/11/2008

    ando muito ocupado e sem muita inspiração. Quem sabe daqui um tempo eu retomo.

    ResponderExcluir